PREVIDÊNCIA

Quais as dúvidas do trabalhador da construção sobre Previdência?

No último dia 26 de junho, o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, esclareceu algumas dúvidas dos trabalhadores do setor da construção de Brasília sobre a proposta de reforma da Previdência Social que tramita no Congresso Nacional.

“A quem interessa mais a reforma da Previdência?”.

Esse foi apenas um dos pontos esclarecidos pelo secretário Rogério Marinho, durante o debate público promovido pela indústria da construção de Brasília e que reuniu centenas de trabalhadores em estacionamento próximo a canteiros de obras no Setor Noroeste da capital federal, além dos representantes das entidades do setor local.

Nova Previdência: um diálogo com o trabalhador

O evento foi uma oportunidade para desmistificar a reforma, mostrando aos trabalhadores que quando o governo gasta demais com pessoas com privilégio não sobra dinheiro para fazer obras e o quanto as mudanças são importantes para o setor da construção recuperar os empregos perdidos.

“Ninguém vai ganhar mais do que o teto da Previdência (pouco mais de R$ 5 mil), nem menos do que o piso, que é o Salário Mínimo. Quem quiser ganhar mais, invista na Previdência Privada“, Rogério Marinho.

“A reforma da previdência vai possibilitar emprego, investimentos e mais riqueza para todo mundo”, mencionou o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi-DF), Eduardo Aroeira.

Confira a participação de alguns dos trabalhadores no debate público:

Secretário explica como será a nova aposentaria a trabalhador do setor da construção

Trabalhador pede cartilha para simular aposentadoria

Falta de dinheiro para o aposentado pode aumentar a inflação?

Diálogo sobre a Previdência

Fonte: Agência CBIC – 01/07/2019